quarta-feira, junho 27, 2007



Olá!
Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas por ter demorado a postar novas mensagens aqui no blog. O trabalho não estava permitindo. Ainda não está, mas arrumei um tempinho agora no horário de almoço pra poder escrever algumas coisas.
Bom, desde o primeiro e último post que fiz até hoje, muita coisa aconteceu...
Não estou tendo tempo de acessar a internet, por isso nunca mais falei com meu “amigo” de São Paulo...
Nesse período acabei ficando com um cara que conheci na internet em uma sala de bate-papo, como a maioria faz... Antes acessava salas de bate-papo muito. Como todos sabem, é fácil conseguir tudo que você quiser, como e onde de maneira rápida e precisa. Todos já têm algo em mente, sexo é o campeão, e isso facilita muito. Pois é, já fiz isso várias vezes. Diria que 90% dos homens com os quais fiquei foram dessa forma.
Voltemos ao dito “cara”. Estava sozinho no meu trabalho e confesso que estava afim de curtir com alguém. Entrei no bate-papo com um nick chamativo e comecei a conversar com algumas pessoas. Eis que me surgi uma pessoa que me interessou, cabelos castanhos, moreno claro, olhos azuis, de acordo com sua descrição. Dei meu msn e começamos a conversar. Tudo é tratado como um negócio.
- Oi.
- Curte oq?
- Idade? Bairro?
- Atv ou pas?
A conversa restringe-se a isso na maioria das vezes. Todos estão preocupados demais em preservar sua integridade moral, se é que posso falar que há, do que em conhecer seu futuro parceiro sexual. A palavra é discrição.
Começamos a conversar. Depois de algum tempo, ele “abriu” a câmera, não para mostrar o rosto, mas outras partes do corpo mais chamativas – como ele dizia-se passivo sexualmente vocês são capazes de imaginar o que ele mostrou-me.
Achei interessante e logo fiquei excitado. Aproveitando que estava sozinho convidei-o para vir aqui. Foi tudo muito rápido, confesso, pois eu nunca havia transado com um cara que eu comecei a conversar no mesmo dia. Ele disse que poderia vir e então fiquei aguardando...
Ele veio...

Continuo depois...


4 comentários:

andré disse...

ta afim d trocar-mos os link entre nós?! c tiver, vai lah no meu blog e avisa

Anônimo disse...

É a primeira vez que entro em seu blog, não sou muito de comentar quando não conheço a pessoa dona do blog. Enfim, quis sair da rotina.
Li as duas últimas postagens e lembrei-me de alguém. No fundo não sei o motivo de estar digitando agora.. É estranho não te conhecer.
Algumas coisas me interessaram na sua página, uma delas foi a cor vermelha em fundo preto - combinação perfeita? Outro ponto que me atraiu foi sem dúvida o título. Não pude evitar de ter lembranças do que eu pensava dos 12 aos 17 anos, claro que foram fases difíceis.
Adolescência e sexualidade, temas que nos deixam sem chão! Sempre tive muito medo do que eu era, ou melhor, do que as pessoas achariam. Aiai.. até agora não me conformo com quem pensa ser escolha. Bem, para evitar generalizações falarei como foi comigo até porque cada palavra é muito individual.
Prefiro ficar sem nome (tanto por precaução quanto por não querer ser titulado). O bom da web certamente é a liberdade, e com a maioria das pessoas mudam completamente. Já conversei com bastantes pessoas no bate-papo, no msn e algumas no orkut. Tento ser o que sou: meio tímido, chato, amigo, colega. Só não amante pois quando levo o início de uma relação por este lado não dura muito ( o interesse acaba rápido! as conversas ficam sem espontaneidade e é mais que suficiente para excluir as pessoas).
Não sei... realmente cansa tentar encontrar alguém e quando A pessoa aparece vamos descobrindo que ela se mostra sobre uma camada de omissão, nisto as confiaça acaba e o mundo inteiro muda quando estamos desiludidos.
Longe de mim ser romântico-exagerado, mas neste exato momento não tive nada melhor para dizer. Estou triste só que o tempo cala exclamações. Sou novo aos olhos dos outros, mas tenho sentimentos velhos. Amores que nunca aconteceram, sentimentos volúveis, idealizações humanas, poucos sonhos, rotina, pessoas-números.
O lado bom é que eu não mudaria nada, não me arrependo do que deixei de fazer nem do que fiz. Quem você seria se pudesse mudar algo em você?
Aiai.. peço desculpas por estar falando - nem nos conhecemos! Não direi muito do seu blog, pois ele é seu e faça dele o que der vontade. Desejo-lhe sorte em tudo. Adorarei entrar outras vezes aqui.
Abraços, d.

Anônimo disse...

Oi
sou um adolescente, me chamo Fabrício Dantas. não sei o que estava pesquisando no Google que apareceu ser Blog. Moro em Rondônia e seu Blog me chamou bastante a ateção, não sou um gay mas tenho fantasias sexual, ja tive muitas chances para realizar minhas fantasias. queria sabercomo você realizou suas...

espero que você poste alguma destas historias


meu email é fabricio15anos@gmail.com me envie um email....


Grato Fabrício Dantas

Anônimo disse...

necessario verificar:)